Daniel Xavier Mendes e a Natação Paralímpica de Resende

Oi pessoal, na coluna de hoje, Sandra de Sá Xavier, mãe do Daniel Xavier Mendes, paratleta de natação aqui de Resende vai contar um pouco sobre ele e como a deficiência se bem trabalhada tendo o esporte como aliado faz com que hoje os atletas adaptados também possam sonhar!

“Daniel tem 17 anos e nasceu em Resende no dia 8 de abril de 2002. Aos três anos de idade foi diagnosticado com um quadro de Paraparesia Espástica nos membros inferiores e por indicação médica iniciou a natação como forma de reabilitação. Desde então nadou três vezes na semana e em janeiro 2019 iniciou a natação no SESI Resende. O treinador Marcelo ao vê-lo nadar prontamente identificou um potencial e o convidou para fazer parte dos treinos e da equipe, passando a ter treinos diários e a participar de competições (FARJ) junto a atletas convencionais, obtendo bons resultados.

Como mãe, vendo os tempos alcançados e comparando com o Ranking Paralímpico eu também percebi o potencial e fui atrás de informações sobre a natação para atletas adaptados com o intuito de realizar a classificação (S), porém na região não tínhamos esse serviço. Em setembro de 2019 fiz contato com o Departamento de Esportes Paralímpicos do Clube de Regatas Vasco da Gama e fui informada por Lívia Prates que o Rio de Janeiro estava realizando uma seletiva para as Paralimpíadas Escolares 2019, em São Paulo, e após inscrição do Daniel pela escola Instituto São José Salesiano ele foi convocado para fazer parte da Delegação e representar o Estado do Rio de Janeiro.

Nas Paralimpíadas Escolares ele realizou a classificação (S) e das cinco provas que ele nadou foi medalha de ouro em quatro (50, 100 e 400 livre e 50 borboleta) na categoria S7. Após o retorno foi convidado a nadar pelo Clube de Regatas Vasco da Gama e garantindo também uma bolsa de estudos de 100% em uma Faculdade de Direito.

Em janeiro de 2020 se mudou para o Rio de Janeiro onde iniciou os treinos diários na piscina do

Vasco da Gama. Foi um dos 117 jovens atletas convidados a participar do Camping Escolar Paralímpico 2020. Passou por testes e avaliações, treinos especializados para melhorar sua performance, além de palestras com profissionais do CPB.Em junho ele voltará para realizar a segunda etapa de treinamentos no CPB.

Depois disso participou da Primeira Etapa do Circuito Brasil Loterias Caixa organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Este é o mais importante evento Paralímpico nacional de natação.

A Etapa do Regional Rio/Sul foi realizada em Vitória no Espírito Santo em fevereiro. Nesta competição, Daniel foi inscrito pelos seus técnicos Lívia Prates e Umberto B. Araújo em sete provas e os resultados foram: ouro em seis delas: 50, 100, 400 livre(S7); 50 Borboleta(S7); 100m costas(S7); 100m peito (SB6) e prata no 200 medley (SM7).

Com isso conseguiu o Troféu Eficiência masculino no Campeonato e como alcançou seis índices na fase Regional já garantiu vaga para a 1° Fase Nacional de Natação do Circuito Loterias Caixa que será realizado em São Paulo no Centro de Treinamento Paralímpico entre os dias 24 e 26 de abril”.

Muito legal ver mais uma história inspiradora, parabéns Daniel ! Galera, não se esqueçam de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br !