COVID-19 adia os eventos esportivos mundiais

Por: Flavio Perez, diretor de comunicação na On Board Sports

Obrigado pelo espaço! Como vocês, leitores do Matheus Gonche já sabem, os principais eventos do mundo de esporte foram cancelados. O Sul-Americano que você iria nadar e representar Resende e o Brasil não vai mais ocorrer como definido. Até a Olimpíada de Tóquio 2020 corre sérios riscos de não realização. Aqui na On Board Sports trabalhamos com grandes competições, como a Formula E, que foi adiada em pelo menos dois meses. O VelaShow, que seria em Niterói (RJ), com todas as atividades de frente ao mar também foi adiado, neste caso para setembro deste ano.

O futebol, a paixão de todo o brasileiro, passa agora a ser realizado com portões fechados em alguns estados e, aí no Rio de Janeiro, sem bola rolando! A Confederação Brasileira de Despotes Aquáticos  publicou um boletim na última semana anunciando que a Seletiva Olímpica de Natação  que está programada para abril 2020 no Rio de Janeiro, acontecerá, porém  de portas fechadas ao público. O governador local, Wilson Witzel, assinou na mesma data um decreto com definições para o enfrentamento ao Covid-19. As principais medidas são a suspensão de todos os eventos públicos —incluindo manifestações e comícios— em locais abertos e fechados e a antecipação das férias em todas as escolas públicas e privadas do estado.

A chegada do coronavírus será um desafio enorme para a nossa humanidade. São poucas pessoas vivas hoje que tiveram, por exemplo, contato com a gripe Espanhola, que assolou a Europa em 1920. Mas naquela época, a propagação de notícias era quase que nula, assim como as viagens internacionais, muito raras e caras!

Não temos nenhum precedente, portanto, a não ser o que já foi vivido na China e agora mais fortemente na Itália. Devemos evitar o pânico, mas em nenhum momento vacilar. As medidas de prevenção estão sendo tomadas pelas autoridades. Devemos seguir em alerta e torcendo para a reversão dos casos.

Vamos esperar o que esse adiamento geral e mundial vai causar na economia e nos negócios do esporte. Neste caso, sim, temo pelo fechamento de postos de trabalho, times falindo, ligas canceladas. É uma previsão triste, que espero estar redondamente enganado. O mais importante agora é ter cuidado com a sua saúde!

Um abraço e boa leitura Não se esqueça de curtir a página do Matheus Gonche no Facebook e de seguir no instagram:@gonchematheus. Todas as colunas daqui estão também no site:www.matheusgonche.com.br !

A importância dos bioquímico para o esporte de alto nível

Oi pessoal, na coluna desta semana conversei com dois bioquímicos que trabalham com os atletas de alto  rendimento, junto ao Time Brasil, no parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Flávio Ignacio Bachin ( bioquímico)e Camila Vieira da Silva ( biomédica) trabalham no projeto que tem a finalidade de ajudar os treinadores dos esportes de alto nível a avaliar a resposta que o exercício provoca no metabolismo do atleta. Eles  explicam que todo exercício provoca um processo inflamatório, então o trabalho  é avaliar isso, até que ponto este processo inflamatório trará benefício para o atleta.

Segundo eles, com este trabalho,  conseguem ver o desequilíbrio de eletrólitos, além de analisar se os atletas  estão hipohidratados e depois passam tudo isso para o treinador  que vai escolher a melhor estratégia do treinamento de acordo a resposta analisada. Eles conseguem avaliar de uma maneira objetiva quanto o exercício está colocando de carga interna em cada atleta.

O projeto começou em 2009, antigamente era feito em parcerias com Universidade. Em 2016 ele foi montado com uma estrutura física e começaram a atuar com os atletas de alto nível no Maria Lenk desde lá. O público avaliado é bem diferente, o alto nível sobe a um outro patamar de estudo.

Os dois comentam que fazer essas ações no laboratório é muito importante, mas ir às competições e atuar lá também.

Isso ajuda na tomada de decisões, por parte do treinador e do atleta. É na competição que eles avaliam se o atleta está ou não 100% recuperado e a resposta disso é que vai gerar a estratégia para a continuação da competição e dos treinamentos, seja ela de qual esporte for.

Eles trabalham com diversos esportes, como natação, nado sincronizado, luta e etc. Para eles entenderem e separem cada esporte, eles precisam entender cada caso e conversar com cada treinador, para que ele passe a visão dele e do dia a dia do atleta.
Eles precisam muito da expertise do treinador para gerarem uma resposta. Existe parâmetros que vai ser mais utilizado em um esporte do que outro, todos tem sua especificidade.

Em relação ao resultado, como eles já estão na área há algum tempo, já conseguem ver o que cada esporte gera de resultados em relação a resposta bioquímica.

A bioquímica ajuda o atleta e conversa com todas as áreas de trabalho multidisciplinar. Os dois comentaram que podem conversar com a biomecânica também, com a parte psicológica, médica e etc. O esporte de alto rendimento é feito de detalhes, e precisamos olhar o corpo como um todo.

No estudo do esporte de alto rendimento ninguém trabalha mais sozinho e é por isso que precisamos de profissionais como eles para nos ajudarmos nas avaliações e melhoramos cada vez mais, agradeço ao Flávio e Camila por terem me explicado um pouco mais do trabalho de deles e como isso ajuda os atletas de alto rendimento todos os dias;

Não se esqueça de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Por lá também podem me enviar críticas e sugestões de temas para cada vez mais podermos melhorar nossa coluna. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br !

A saúde do atleta

Oi pessoal, na coluna desta semana vou abordar um tema muito importante para todos atletas e principalmente para os de alto rendimento. É a saúde do atleta.Nós atletas necessitamos estar sempre com a saúde em dia, pois perder alguns dias de treino pode ser muito prejudicial para toda a nossa preparação. Trabalhamos durante todo o ano com um nível muito elevado de esforço e com isso nossa imunidade pode ficar prejudicada.Para nos mantermos saudáveis, devemos ter acompanhamento de um bom médico do esporte e um nutricionista especializado em esporte, trabalhando juntos eles podem montar um bom plano alimentar, e se necessário suplementar, para que possamos conseguir manter a rotina de treinamentos.

A alimentação vai ajudar nosso organismo a ficar mais resistente contra doenças comuns, mas também devemos tomar muito cuidado com doenças contagiosas, e para os alérgicos e asmáticos (muito comum entre os atletas), o ambiente onde estamos pode influenciar em nosso bem-estar e de forma direta nos resultados obtidos nos treinamentos e competições.

Falando sobre as doenças contagiosas temos que tomar um cuidado especial. É frequente as viagens para o exterior e a manutenção da carteira de vacinação em dia é fundamental.

Estamos passando por um período crítico, motivo de muita preocupação. O novo vírus COVID – 19 está se espalhando por todos os continentes e já chegou ao Brasil!

Para evita-lo precisamos tomar certos cuidados como lavar sempre as mãos, evitar contatos muito próximos como beijos e apertos de mão, enfim existem informações de meios de prevenção divulgadas nas redes sociais e mídia na tentativa de diminuir o contágio, mas devemos estar atentos nas informações falsas e fantasiosas que só confundem a população.

Buscar informações em fontes confiáveis juntos a Secretarias de Saúde e profissionais capacitados é de extrema importância.

Como forma de precaução, diversos eventos esportivos já foram cancelados na Europa e na Ásia, como foi o caso da etapa da Itália da World Series de Natação Paralímpica, o Troféu Cidade de Milão, na Itália, e luta de Esquiva Falcão, que seria na China. Vamos todos ficar atentos e principalmente fazer a nossa parte.

Não se esqueça de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Por lá também podem me enviar críticas e sugestões de temas para cada vez mais podermos melhorar nossa coluna. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br !

 

Daniel Xavier Mendes e a Natação Paralímpica de Resende

Oi pessoal, na coluna de hoje, Sandra de Sá Xavier, mãe do Daniel Xavier Mendes, paratleta de natação aqui de Resende vai contar um pouco sobre ele e como a deficiência se bem trabalhada tendo o esporte como aliado faz com que hoje os atletas adaptados também possam sonhar!

“Daniel tem 17 anos e nasceu em Resende no dia 8 de abril de 2002. Aos três anos de idade foi diagnosticado com um quadro de Paraparesia Espástica nos membros inferiores e por indicação médica iniciou a natação como forma de reabilitação. Desde então nadou três vezes na semana e em janeiro 2019 iniciou a natação no SESI Resende. O treinador Marcelo ao vê-lo nadar prontamente identificou um potencial e o convidou para fazer parte dos treinos e da equipe, passando a ter treinos diários e a participar de competições (FARJ) junto a atletas convencionais, obtendo bons resultados.

Como mãe, vendo os tempos alcançados e comparando com o Ranking Paralímpico eu também percebi o potencial e fui atrás de informações sobre a natação para atletas adaptados com o intuito de realizar a classificação (S), porém na região não tínhamos esse serviço. Em setembro de 2019 fiz contato com o Departamento de Esportes Paralímpicos do Clube de Regatas Vasco da Gama e fui informada por Lívia Prates que o Rio de Janeiro estava realizando uma seletiva para as Paralimpíadas Escolares 2019, em São Paulo, e após inscrição do Daniel pela escola Instituto São José Salesiano ele foi convocado para fazer parte da Delegação e representar o Estado do Rio de Janeiro.

Nas Paralimpíadas Escolares ele realizou a classificação (S) e das cinco provas que ele nadou foi medalha de ouro em quatro (50, 100 e 400 livre e 50 borboleta) na categoria S7. Após o retorno foi convidado a nadar pelo Clube de Regatas Vasco da Gama e garantindo também uma bolsa de estudos de 100% em uma Faculdade de Direito.

Em janeiro de 2020 se mudou para o Rio de Janeiro onde iniciou os treinos diários na piscina do

Vasco da Gama. Foi um dos 117 jovens atletas convidados a participar do Camping Escolar Paralímpico 2020. Passou por testes e avaliações, treinos especializados para melhorar sua performance, além de palestras com profissionais do CPB.Em junho ele voltará para realizar a segunda etapa de treinamentos no CPB.

Depois disso participou da Primeira Etapa do Circuito Brasil Loterias Caixa organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Este é o mais importante evento Paralímpico nacional de natação.

A Etapa do Regional Rio/Sul foi realizada em Vitória no Espírito Santo em fevereiro. Nesta competição, Daniel foi inscrito pelos seus técnicos Lívia Prates e Umberto B. Araújo em sete provas e os resultados foram: ouro em seis delas: 50, 100, 400 livre(S7); 50 Borboleta(S7); 100m costas(S7); 100m peito (SB6) e prata no 200 medley (SM7).

Com isso conseguiu o Troféu Eficiência masculino no Campeonato e como alcançou seis índices na fase Regional já garantiu vaga para a 1° Fase Nacional de Natação do Circuito Loterias Caixa que será realizado em São Paulo no Centro de Treinamento Paralímpico entre os dias 24 e 26 de abril”.

Muito legal ver mais uma história inspiradora, parabéns Daniel ! Galera, não se esqueçam de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br !

O Levantamento de Peso – Coluna A Voz da Cidade

O Levantamento de Peso

Oi galera ! Hoje abro o espaço para o Rodolfo Conceição, profissional de educação física, treinador e atleta das modalidades natação e levantamento de peso olímpico de Barra Mansa.

“O que é o Levantamento de Peso Olímpico ? Desde seu nascimento, o ser humano sempre buscou testar sua capacidade de força. A origem das competições de força se perde no tempo, porém o primeiro registro dessa modalidade esportiva se dá nos meados do século XIX na Europa. Ali nascia o LEVANTAMENTO DE PESO OLÍMPICO – LPO. Modalidade essa que já integraria os primeiros Jogos Olímpicos em Athenas, Grécia.

A modalidade consiste em um atleta levantar o maior peso possível do chão até acima da cabeça, divididos em dois movimentos: arranco e arremesso. No arranco o atleta sobe o peso e finaliza acima da cabeça e no arremesso o atleta coloca o peso primeiro no peito e em seguida sobe acima da cabeça.

Buscando o conhecimento para melhorar a parte físicas de meus atletas de natação, conheci a modalidade LPO e foi paixão à primeira vista. Fiz vários cursos de introdução ao esporte sempre com o objetivo de me aprofundar para melhoria do condicionamento de meus atletas, até que o treinador da seleção brasileira Dragos Stânica (Romeno), Eduardo Roberto presidente da Federação do Rio de Janeiro e uma empresa, desenvolveram uma escola de formação de treinadores da LPO no Rio de Janeiro, e juntei o útil ao agradável.

Me formei como treinador e tive o prazer de iniciar essa experiência de juntar a natação e o LPO com a preparação de alguns atletas de Resende como o próprio Mateus Gonche, Marcela Carriço, Giovane Liglui entre outros que estavam sob a comando do treinador Marcelo Silva. Me lembro que haviam alguns pontos no trabalho de potência que poderiam ser melhorados e o levantamento cumpriu seu papel nos exercícios auxiliares, acredito que naquele ano todos atingiram seus melhores resultados e ficou a satisfação de poder ter contribuído com eles.

Porém ainda faltava algo, em um treino no Centro de Treinamento de LPO alguns amigos me perguntaram se eu iria competir e foi assim que entrei em uma competição e fiquei em 2° lugar, realmente uma surpresa. Ao final dessa competição resolvi apostar em uma carreira e, paralelo ao meu trabalho, montei uma estrutura com recursos próprios e iniciei meus treinos.

Com o passar dos anos e com alguns resultados positivos percebi que precisava de algo realmente maior, uma estrutura melhor e mais uma vez iniciei o processo. Montei uma equipe multidisciplinar com o fisioterapeuta Leandro Fagundes, nutricionista Ana Rita Muniz, local adequado de treino: Academia Officina do Corpo em Barra Mansa.

 Em 2019 fui 3° lugar no Campeonato Brasileiro Categoria 109+, Vice-Campeão Estadual e Campeão da Copa Romênia.

Para 2020 seguimos com essa jornada dupla de treinador e atleta acreditando em resultados ainda melhores, subir um degrau no Campeonato Brasileiro e Estadual e quem sabe conseguir um índice para algum evento internacional, além de desenvolver o Esporte na Região. Obrigado ao Gonche pelo espaço!”

Não se esqueça de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br ! Me mandem sugestões de novas colunas nas minhas redes sociais ! Até a próxima semana.

Sierra Nevada: o paraíso do treinamento na altitude – Jornal A Voz da Cidade

Sierra Nevada: o paraíso do treinamento na altitude – Jornal A Voz da Cidade

Oi galera! Na coluna de hoje vou contar um pouco como foram minhas três semanas em Sierra Nevada, um dos locais de treinamento em altitude mais conhecidos do mundo.
Foram dias intensos de treinamento e preparação física. Foram três semanas bem duras, mas que me trouxeram um grande resultado físico e mental.
É um grande desafio, a altitude dificulta o treino. O centro de treinamento lá na Espanha fica a 2.320m acima do nível do mar.
Lá tivemos contato com pessoas de diferentes países e esportes. E isso foi muito legal, para adquirir novas experiências e fazer novas amizades. Ajudou a descontrair o nosso treinamento e deixar nossa estadia mais feliz.
Nós estavamos lá para trabalhar e treinar, mas não podia deixar de divertir um pouco, isso foi fundamental para aguentar esses dias de treinamento intenso.
Na água nosso período de treino durava duas horas. E fizemos períodos de uma semana com: dois treinos segunda e um treino terça e vice-versa. Todos os dias eram muito intensos, nos treinos nós variamos muito o estilo: um treino fazíamos com mais metragem e outro com mais estímulos de força e velocidade.
Os dois cansavam do mesmo jeito, mas de formas diferentes.
Fiz o treinamento acompanhado pelo meu técnico do SESI-SP, Fernando Vanzella, e com meus companheiros de equipe Raphael Rodrigues, Daynara de Paula e Etiene Medeiros.
Os treinamentos em altitude são realizados porque ajudam na melhora da potência aeróbica e no trabalho anaeróbio. A pressão atmosférica é baixa e que dificulta a realização de exercícios e faz com que o organismo tenha que se adaptar ao novo ambiente. Estou muito feliz pela experiência. Nunca tinha feito um treinamento pesado na altitude.
A preparação que fiz em Sierra Nevada foi focada na Seletiva para as Olimpíadas de Tóquio, que será realizada em abril no Rio de Janeiro e no Campeonato Sul-Americano de Natação que será realizado em Buenos Aires no mês de março.
No Sul-Americano farei minha primeira participação na Seleção Absoluta principal do Brasil e estou trabalhando duro para fazer o melhor resultado possível em Buenos Aires.
A estrutura foi espetacular, agradeço sempre ao SESI São Paulo por ter me dado a oportunidade de embarcar em mais essa aventura que somou muito para minha carreira.
Não se esqueça de curtir minha página no Facebook: Matheus Gonche e não deixe de me seguir no instagram:@gonchematheus. Todas as colunas daqui estão também no meu site: www.matheusgonche.com.br !Até semana que vem !!

 

Matheus Gonche encerra Paulista e Open com quatro medalhas

Matheus Gonche encerra Paulista e Open com quatro medalhas

Atleta do SESI SP venceu os 200 m borboleta no Open SP

O nadador do SESI São Paulo Matheus Gonche terminou sua participação no Campeonato Paulista e SP Open neste sábado (14) com quatro medalhas conquistadas.
A competição, foi realizada na piscina do Sport Club Corinthians, em São Paulo. No Paulista, realizado pela manhã, Gonche conquistou dois bronzes: 100 e 200 metros borboleta, nos 50 m borboleta, o atleta terminou na quinta colocação.

Na parte da tarde os oito melhores de cada prova do Paulista nadaram o Open SP . Na competição, Gonche venceu sua prova principal, os 200 m borboleta. Nos 100 m, ele ficou com o bronze e nos 50 m borboleta, conquistou o sexto lugar.

“Minha participação na última competição do ano foi muito importante e conquistei ótimos resultados. Venci os 200 m borboleta muito próximo da minha melhor marca, feita na Copa do Mundo em Doha. Este ano foi repleto de desafios e vitórias na água e na vida. Novo técnico, nova residência, novo centro de treinamentos. Estou muito feliz por tudo o que aconteceu e preparado para tudo o que ainda está por vir”, disse Gonche.

Treinado agora por Fernando Vanzella, Gonche durante os meses de outubro e novembro participou, respectivamente, das etapas da Copa do Mundo de Kazan, na Rússia, e Doha, no Qatar.

Essa foi a última competição de Gonche antes de sua viagem de fim de ano para Espanha, junto com sua equipe do SESI. Por lá, o nadador e seus companheiros vão treinar na altitude já em preparação para a Seletiva dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que será realizada em abril no Rio de Janeiro ( Maria Lenk).

Matheus Gonche foi convocado também para representar a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Absoluto, que será realizado em março de 2020 na Argentina.

——————
Entre em contato com a equipe On Board Sports:

🏊‍♀️ Katarine Monteiro
📧 katarine@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
📱+55 11 99217-6474
🔛 www.onboardsports.net

Matheus Gonche disputa Campeonato Paulista e SP Open

Matheus Gonche disputa Campeonato Paulista e SP Open

As duas competições vão correr simultaneamente e começam nesta quinta-feira (12)

O nadador do SESI de São Bernardo do Campo Matheus Gonche inicia nesta quinta-feira (12), na piscina do Sport Club Corinthians, a disputa do Campeonato Paulista e SP Open.

Matheus vai nadar três provas individuais: os 50, 100 e 200 metros borboleta. Além dessas, Gonche nada dois revezamentos pela equipe do SESI:

O nadador disse que após suas participações em competições internacionais sua preparação mental e física esta muito melhor do que antes.

“Chego nessa competição muito confiante. Gostei das minhas provas nas etapas da Copa do Mundo e agora chego com expectativa de fazer bons tempos no Paulista e o no SP OPEN”, disse o atleta.

Gonche durante os meses de outubro e novembro participou, respectivamente, das etapas da Copa do Mundo de Kazan, na Rússia, e Doha, no Qatar.

“Foi uma experiência única na minha vida. Viajar para representar meu país, conhecer tantos lugares e culturas. Foi tudo muito novo, mas algo que faz crescer e amadurecer. Hoje me olho muito mais preparado do que alguns meses atrás”, completou Matheus.

O campeonato vai funcionar da seguinte maneira: pela manhã, os atletas competirão o Troféu Alberto Martin Perez com finais diretas e premiação por categoria. Para nadar a tarde, estarão classificados os oito melhores de cada prova, oriundos do Paulista. As provas de 50m (livre, borboleta, costas e peito) serão o diferencial do SP Open, com disputas no modelo mata-mata: série com oito melhores, seguida pela segunda fase com os quatro melhores e terceira fase com os dois melhores na super final.

Essa é a última competição de Gonche antes de sua viagem de fim de ano para Espanha, junto com sua equipe do SESI. Por lá, o nadador e seus companheiros vão treinar na altitude já em preparação para a Seletiva dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que será realizada em abril.
————

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

🏊‍♀️ Katarine Monteiro
📧 katarine@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
📱+55 11 99217-6474
🔛 www.onboardsports.net

Fernando Vanzella: a importância do treinamento esportivo – Jornal “A Voz da Cidade”

Fernando Vanzella: a importância do treinamento esportivo – Jornal “A Voz da Cidade”

Olá, pessoal, tudo certo com vocês?

Passando aqui para desejar mais uma ótima semana para todos vocês que acompanham o meu site!!

Comecei essa semana daquele jeitinho que gosto: treinando e com um texto no jornal  Voz da Cidade, que veicula na cidade onde nasci (Resende- RJ)

Dessa vez entrevistei o meu treinador Fernando Vanzella, sobre a importância dos exercícios físicos

Confere aí como ficou a coluna do Gonche –> https://avozdacidade.com/wp/fernando-vanzella-a-importancia-do-treinamento-esportivo/